Fórum dos Presas de Prata - Jogos On-Line

Últimos assuntos

» Capitulo 1: As Sombras de Barovia
Qui 2 Mar 2017 - 22:52 por T´ssis Tor Gak

» Rolagens
Qua 22 Fev 2017 - 0:49 por Haseid Dumein

» Rolagens
Qua 22 Fev 2017 - 0:43 por Qui gon jinn

» 4a Crônica de Skundar: O Chamado para o Heroismo
Dom 19 Fev 2017 - 20:19 por Space Master

» 1a Cronica de Qui-Gonn:
Dom 19 Fev 2017 - 20:14 por Space Master

» Delegacias de Polícia de Nova York
Qua 14 Dez 2016 - 21:19 por NPC

» Hotel Warwick
Qua 14 Dez 2016 - 21:14 por NPC

» Casa de Chá de Jade
Qua 14 Dez 2016 - 21:12 por Kumiku Hayabusa

» Cabana dos Theurge da Seita do Caern do Urso
Qui 8 Dez 2016 - 22:57 por Vento Cortante

» 1a Crônica de Anouk
Qui 3 Nov 2016 - 9:53 por Space Master

» ATIVIDADE NO NARRADOR
Ter 25 Out 2016 - 22:17 por NPC

» Urru Stoneblade - PC
Seg 26 Set 2016 - 19:20 por Urru Stoneblade

» Coração do Caern - Clareira - Caern do Lobo Fenris
Qui 8 Set 2016 - 19:57 por NPC

» 3a Crônica de Dacrius: Nos limites do orgulho
Qui 8 Set 2016 - 13:02 por Space Master

» Coração do Caern - Clareira - Caern do Urso
Ter 6 Set 2016 - 22:04 por NPC

» Resumo: A Saga de Urdnot Skundar
Ter 30 Ago 2016 - 19:56 por Space Master

» Dacrius Novadek - PC
Seg 29 Ago 2016 - 18:39 por Dacrius

» Urdnot Skundar - PC
Dom 28 Ago 2016 - 0:17 por Skundar

» Resumo: A Saga do Agente Dacrius
Sab 27 Ago 2016 - 15:31 por Space Master

» Anouk - PC
Sex 26 Ago 2016 - 20:12 por Anouk

» Qui-Gon Jinn - PC
Qui 25 Ago 2016 - 16:18 por Qui gon jinn

» Tabela de Gastos de XP
Ter 23 Ago 2016 - 19:01 por Space Master

» Modelo de Ficha e Criação de Personagem
Ter 23 Ago 2016 - 19:00 por Space Master

» Arsenal: Armas e Equipamentos
Ter 23 Ago 2016 - 18:33 por Space Master

» Fatos Históricos.
Ter 23 Ago 2016 - 18:13 por Space Master

» Qualidades Novas
Ter 23 Ago 2016 - 17:40 por Space Master

» Raças Jogáveis
Ter 23 Ago 2016 - 17:35 por Space Master

» Organizações de Destaque
Ter 23 Ago 2016 - 17:01 por Space Master

» Lugares de Destaque
Ter 23 Ago 2016 - 16:58 por Space Master

» Reino Fluxo
Ter 23 Ago 2016 - 14:54 por NPC

» Caern do Central Parque - Seita Verde
Qui 18 Ago 2016 - 7:44 por NPC

» Verrikan Investigations
Ter 16 Ago 2016 - 10:15 por NPC

» Floresta de Pinheiros - Centro - Caern do Lobo Fenris
Ter 5 Jul 2016 - 23:08 por NPC

» Colmeia da Wyrm
Sex 24 Jun 2016 - 20:26 por NPC

» Central Park
Qua 18 Maio 2016 - 14:06 por NPC

» Residência de Skelter
Sex 6 Maio 2016 - 1:22 por NPC

» Chinatown de Virtual City
Sex 6 Maio 2016 - 1:15 por NPC

» Entrada do Caern do Incarna do Falcão - Floresta de Pinheiros
Seg 18 Abr 2016 - 8:28 por NPC

» Hotel Imperial Palace - Refúgio Alexander Corvinus
Qua 13 Abr 2016 - 17:57 por NPC

» Refúgio de Miliard Von Doon
Qua 13 Abr 2016 - 17:56 por NPC

Os membros mais ativos da semana

Os membros mais ativos do mês

Julho 2017

DomSegTerQuaQuiSexSab
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031     

Calendário Calendário


Os Reinos

Compartilhe
avatar
Dungeon Master
Intermediários
Intermediários

Mensagens : 129
Data de inscrição : 07/08/2015
Localização : Nos piores pesadelos dos jogadores...

Os Reinos

Mensagem por Dungeon Master em Sab 15 Ago 2015 - 9:12

OFF: Como por enquanto os unicos personagens são reptilianos e Albion é o mundo onde vcs vão começar vou deixando o que fiz até agora aqui. Em breve falo dos elfos e anões

Argon Dray:
Argon Dray



Forma de Governo: Monarquia parlamentar.

Clima: Temperado na região mais populosa, tropical no interior não explorado do continente.

População: Esmagadora maioria composta por reptilianos, a quantidade de sub raças varia de acordo com o lugar mas a capital tem um número alto de Iluminados. Existem humanos, elfos e anões no império mas são uma minoria inexpressiva.

Idiomas: Draconico, o dialeto e sotaque variam conforme a região.

Religiões mais influentes: Os Antigos Deuses são com certeza a religião majoritária na parte mais metropolitana do império, nas florestas e pequenas tribos no interior a Roda da Vida e o Caminho da Glória são majoritárias.

Muitos acreditavam que a glória dos reptilianos foi desintegrada com a ascensão elfica e humana, mas recentemente a aproximadamente dez anos o Reino Santo de Albion e o Império Magocrata de Raksis foram sacudidos por uma revelação.
Os reptilianos vivem, não apenas isto como reconstruíram seu império das cinzas e apesar de não ter nem metade de seu antigo poder, é uma força a ser reconhecida.
No começo poucos acreditavam, achando que os rumores não passavam de histórias de algum elfo velho paranoico.
Até então as navegações eram prejudicadas, muitos ansiavam em descobrir o que se escondia atrás da camada de névoa que começava no meio do continente indo até algum lugar que ninguém jamais  voltou.
A aproximadamente dois anos, a névoa foi dissipada e aproveitando-se disto diversas expedições elficas, anãs e humanas partiram para ver o que jazia no outro lado do mundo.
A revelação foi Argon Dray. Torres defendidas por imensas orbes arcanas emitindo um doentio brilho azul, casas e edificações em uma arquitetura estranha, estátuas e templos dedicados a estranhos monstros.
Os habitantes não pareciam em nada com os homens lagartos vistos até então, eram figuras esguias e albinas que provocavam um desconforto quase instintivo nos exploradores pois não pareciam como algo que foi criado neste mundo.
Cada vez mais os relatos tornaram-se frequentes até que uma expedição oficial da coroa de Albion constatou de modo inequívoco, os reptilianos voltaram bem debaixo do nariz da humanidade.
Do lado dos nativos. Argon Dray tem sido afligida por guerras civis incessantes entre os vários clãs e cidades-estado buscando a supremacia.
Desde que foram exilados para este continente a luta pelo poder foi incessante e o derramamento de sangue corriqueiro.
Foi apenas recentemente que a nação foi unificada em um império novamente e apesar da oposição ao novo governante ainda existir, o novo governo luta para se estabelecer e manter algum semblante de paz pela primeira vez em eras.
Mas as comemorações não duraram muito, a chegada dos humanos e elfos causou um sentimento de medo, desconfiança e curiosidade entre os cidadãos.
Ficando a tanto tempo isolados do mundo, as gerações atuais não sabem nada sobre as outras raças além do que está em poucos livros absurdamente antigos e como resultado as relações entre as nações estão neutras, para os reptilianos, a ameaça agora é externa pois eles sabem que a probabilidade das raças novas desejarem seu mau é enorme…



Albion:
O Reino de Albion.



Forma de Governo: Monarquia.

Clima: Mediterraneo na área da capital que fica ao lado do oceano e temperada conforme se avança para o sul.

População: Majoritariamente humana, elfos e anões estão razoavelmente presentes.

Idiomas: Comum.

Religiões mais influentes: A Igreja da Luz é de longe a religião oficial do reino tendo um enorme peso cultural, político e até mesmo econômico, a Roda da Vida é venerada entre os elfos e tribos nas áreas mais remotas mas por decreto da Igreja da luz, não é permitido que nenhuma outra religião abra igrejas em quaisquer cidades ou vilas.

Também conhecido como “O Reino Santo” ou “A terra da humanidade”, Albion é o lugar onde a maioria dos humanos do mundo chama de lar.
A reputação do povo de Albion é como um povo unido e um tanto quanto teimoso. A Igreja da Luz sempre foi a instituição central do reino, seu apoio é decisivo na eleição de famílias reais, festividades sem falar em praticamente toda a cultura do reino.
Apesar de Albion montar uma reputação como um reino cheio de oportunidades a realidade é um tanto quanto...diferente.
A realidade é que o reino não acolhe muito bem outras raças, na área mais povoada como a capital Andras, elfos, anões e até mesmo reptilianos podem receber um tratamento melhor pelo fato de que uma cidade daquele porte está acostumada a receber viajantes, mas o interior tende a ser bem desconfiado e em alguns casos abertamente xenofóbico a forasteiros.
Pelos dogmas da luz, a magia é uma força perigosa que leva a corrupção da alma e como resultado desta criação magos e em especial, feiticeiros e bruxos não são exatamente figuras queridas.
Como a própria humanidade, Albion é um reino muito variável de modo que os Juramentos da Luz tem diversas interpretações, de fato, muitos se opõem veementemente ao tratamento que certas partes do reino dão a não humanos e esta oposição tornou-se cada vez mais forte quando o novo Rei assumiu.
Até pouco tempo atrás o Rei Anthony III era um monarca moderado conseguindo controlar bem os anseios da parte mais progressista da população com o alto clero em sua maioria absolutamente conservador.
Mas seu assassinato abalou o reino e o fato de culparem espiões de Raksis por isto torna as coisas ainda pior.
Seu filho mais velho Maximilian II que teve desde cedo muitos laços com o alto clero assumiu e não apenas cessou todos os esforços de conciliação de seu finado pai como decretou várias medidas vistas como absurdas.
Decretou que não humanos deveriam pagar impostos mais elevados, jamais serem aceitos em qualquer emprego onde pudesse exercer autoridade sobre um humano e ainda por cima decretou temporada de caça a bruxos e feiticeiros de modo que a própria economia do reino está prejudicada pois obviamente poucos mercadores de fora do reino aceitariam as exigências loucas do novo rei.
A verdade inconteste é que Albion está afundada em problemas, o novo Rei saciando cada desejo do alto clero, a descoberta de Argon Dray, o clima é de quase guerra contra os elfos em Raksis e ainda por cima rumores começaram sobre uma rebelião ameaçando um golpe de estado, muitos dizem que Albion precisa de um milagre, alguns dizem que Albion precisa de heróis...



" - ROLL FOR INITIATIVE BITCHES!"

    Data/hora atual: Dom 23 Jul 2017 - 3:52